Tag Archives: Emily Dickinson

poesias do quotidiano

Um Mundo perdi – há dias
Será que Alguém o encontrou?
Por Um Diadema de Estrelas,
Se conhece onde ficou.

Um Rico – nel’ não repara –
Mas é de tanto Valor
Para os meus Olhos frugais –
Procurai-mo – por favor!

Tradução de JORGE DE SENA, “80 poemas de Emily Dickinson“, Edições 70, Lisboa, 1978